Autorizado pela Portaria MEC/SERES nº 266, de 27 de março de 2015.

OBJETIVOS

Formar profissionais criativos e empreendedores, com espírito crítico, reflexivo, capazes de atender as reais necessidades e demandas sociais da população; propiciar os conhecimentos teórico-metodológicos, ético-políticos e técnico-operativos necessários ao desempenho das atribuições profissionais nesta área, preparando o profissional para investigar, intervir e produzir conhecimentos sobre os diferentes aspectos da realidade social e também poder pensar, elaborar e implementar respostas técnicas às exigências e demandas da sociedade no que tange à organização e no dimensionamento das relações sociais e dos múltiplos aspectos e complexidades da vida humana e do enfrentamento adequado às especificidades da região, bem como, enfrentar as exigências do mercado de trabalho, com uma consciência ética e cidadã de seu papel no contexto do mundo atual.
Específicos
- Formar profissionais capazes de ler, analisar e interpretar a realidade social considerando sempre a velocidade com que as mudanças ocorrem em um mundo em constante evolução primando o conhecimento, como informação que modifica algo ou alguém – seja inspirando ação, seja transformando uma pessoa (ou uma instituição) capaz de agir de maneira diferente e mais eficaz;
- Assegurar elevados padrões de qualidades na formação do assistente social através de permanente construção de conteúdos (teóricos, éticos, políticos e culturais);
- Capacitar o futuro assistente social para a intervenção profissional nos processos sociais zelando sempre pela organização, disciplina e flexibilidade;
- Possibilitar a vivência de experiências acadêmicas no âmbito do Serviço Social que oportunizem uma atuação crítica e criativa em sua vida profissional;
- Assegurar ao aluno a efetivação de uma formação profissional que remeta diretamente um conjunto de conhecimentos indissociáveis que supere a fragmentação do processo ensino- aprendizagem;
- Propiciar atividades complementares em nível extraclasse, sempre considerando o pluralismo cultural, a inter e a transdisciplinaridade.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES ESPERADAS DO EGRESSO

A formação profissional deve viabilizar uma capacitação teórico-metodológica e ético-política, como requisitos fundamentais para o exercício de atividades técnico-operativas, com vistas à:
- Compreensão do significado social da profissão e de seu desenvolvimento sócio-histórico, nos cenários internacional e nacional, desvelando as possibilidades de ação contidas na realidade;
- Identificação das demandas presentes na sociedade, visando formular respostas profissionais para o enfrentamento da questão social;
- Utilização dos recursos da informática e demais tecnologias;
- A formação profissional deverá desenvolver a capacidade para;
- Elaborar, executar e avaliar planos, programas e projetos na área social;
- Contribuir para viabilizar a participação dos usuários nas decisões institucionais;
- Planejar, organizar e administrar benefícios e serviços sociais;
- Realizar pesquisas que subsidiem formulação de políticas e ações profissionais;
- Prestar assessoria e consultoria a órgãos da administração pública, empresas privadas e movimentos sociais em matéria relacionada às políticas sociais e à garantia dos direitos civis, políticos e sociais da coletividade;
- Orientar a população na identificação de recursos para atendimento e defesa de seus direitos;
- Realizar visitas, perícias técnicas, laudos, informações e pareceres sobre matéria de Serviço Social;
- Exercer funções de direção em organizações públicas e privadas na área do Serviço Social;
- Assumir o magistério no curso de Serviço Social e coordenar cursos e unidades de ensino na área.

CAMPO DE ATUAÇÃO

Considerando como objeto do Serviço Social “a questão social” o assistente social é requisitado a desenvolver suas atividades junto às instituições sociais públicas e/ou privadas, e às Organizações Não Governamentais (ONGs), integrando equipes interdisciplinares e multidisciplinares, cuja área de atuação abrange os campos da: Assistência Social (saúde, educação, sistema previdenciário, tribunal de justiça entre outros), Gestão de Pessoas, bem como, prestação de Assessoria e Consultoria na Elaboração de Projetos que visem identificar problemas e indicar diretrizes potenciais em consonância com os objetivos da instituição. Para isso desenvolve as seguintes atividades:

- planeja, coordena e executa planos, programas, projetos e pesquisas sociais;
- presta assessoria e supervisão às entidades, indivíduos, grupos e organizações sociais, em assuntos relativos à área social;
- atua como consultor e assessor social, emite pareceres e realiza diagnóstico social;
- dirige Faculdades, Escolas, Cursos e/ou Departamentos de Serviço Social;
- atua como docente em escolas de Serviço Social e ministra aulas em disciplinas afins em outros cursos em ciências humanas;
- trabalha diretamente com a população promovendo e participando de movimentos sociais, reinterpretando as políticas sociais e retomando as problemáticas sociais não contempladas por essas políticas;
- atua junto às organizações: populares, sindicais e comunitárias, capacitando suas lideranças a participarem das políticas sociais através de expressões e certas reivindicações populares;
- atende a população prestando orientação psicossocial, sócio-econômica e sócio-política.

DURAÇÃO

4 anos

CARGA HORÁRIA

3.372 horas

MATRIZ CURRICULAR
CLIQUE AQUI E CONFIRA